Olha isso...

Olha isso...

Antes de jogo decisivo pela Champions, médica de time proíbe que atletas façam sexo: 'Só estimula habilidade de trabalhar nas mulheres'

Olha Isso
Reprodução/Instagram
Victoria Gameeva, a médica do Spartak Moscou
Victoria Gameeva, a médica do Spartak Moscou

Nesta quarta-feira, o Spartak Moscou, da Rússia, faz um duelo decisivo com o Liverpool, às 17h45 (de Brasília), em Anfield, para tentar avançar aos mata-matas da Uefa Champions League.  

Para conseguirem um bom resultado na Inglaterra, os atletas da equipe russa precisarão mais do que nunca de muita concentração e esforço. 

E, por isso, a médica da equipe, Victoria Gameeva, proibiu terminantemente os jogadores de fazerem sexo nos dias antes do duelo.

"Do ponto de vista médico, o sexo apenas estimula a habilidade de trabalhar nas mulheres. Nas artes marciais, por exemplo, uma atleta do sexo feminino pode lutar apenas cinco a 10 minutos depois de ter relações e os seus resultados são melhores", salientou, em declarações à imprensa russa. 

"Mas isto funciona de forma inversa nos homens. Devem evitar ter relações sexuais dois a três dias antes de um jogo de futebol", completou a especialista. 


O Spartak tem 6 pontos e está em 3º lugar do grupo E, três pontos atrás do líder Liverpool e dois atrás do 2º colocado, o Sevilla.

Os russos precisam obrigatoriamente ganhardo Liverpool nesta terça se quiserem sonhar com a vaga na próxima fase.